piscinas aquecidas

Piscinas aquecidas requerem manutenção diferenciada?

Ter uma piscina aquecida é a maneira perfeita de assegurar a diversão da família o ano inteiro, principalmente naqueles dias em que o sol não dá as caras.

A facilidade é incrível e, por meio de um bom sistema de aquecimento, é possível melhorar o aproveitamento da sua área de lazer, garantindo temperaturas agradáveis tanto para a prática de esportes e tratamentos de saúde, como para a recreação infantil.

Confira a seguir algumas informações sobre a manutenção das piscinas aquecidas:

Quais cuidados você deve ter com sua piscina aquecida?

Piscinas aquecidas exigem uma manutenção mais rigorosa e cuidados diferenciados das versões sem aquecimento. Por exemplo: uma piscina sem aquecimento tem a temperatura média da água em torno de 18° C, já as aquecidas podem passar dos 30° C, chegando a atingir, inclusive, os 36° C, ou seja, o dobro de calor e, por isso, o dobro de cuidados.

Uma vez que a friagem natural da água ajuda a manter a piscina saudável, equilibrada e livre de micro-organismos, ou, pelo menos, sua proliferação se dá mais lentamente. Assim, se elevarmos a temperatura da água, aceleramos diversos processos naturais que influenciam na sua manutenção.

A importância de ter um cuidado diferenciado

O calor da água estimula o aparecimento de águas e bactérias, que encontram nas piscinas aquecidas um ambiente perfeito para sua reprodução. Com o crescimento acelerado da população de algas, sua piscina poderá ficar, em poucos dias, com uma coloração esverdeada.

As temperaturas mais altas também podem interferir no controle do pH da água, que aumenta com mais velocidade e, por isso, precisa ser verificado diariamente. Assim, se o pH estiver acima de 7,6, saiba que a piscina não está propícia para banho.

Outro ponto que merece mais atenção em piscinas aquecidas é a decomposição do cloro, que é acelerada pelo calor da água. Isso pode fazer com que sua piscina fique com aquele odor forte de cloro e provoque ardência nos olhos dos banhistas.

Logo que o sistema de aquecimento for acionado, será necessário fazer a medição do cloro a cada hora e corrigir os parâmetros sempre que preciso. Depois de estabilizado, essa verificação poderá ser feita apenas uma vez ao dia.

Assim como as reações do cloro são aceleradas nas piscinas aquecidas, a evaporação da água também acontece de maneira mais rápida. Como consequência, o esvaziamento pode ser mais comum do que ocorre nas piscinas tradicionais.

É conveniente observar o nível da água e fazer a reposição, enchendo-a novamente sempre que necessário. Uma boa dica para desperdiçar menos água é cobrir sua piscina aquecida com uma lona ou capa apropriada.

Tenha atenção às bordas

A água aquecida da piscina também estimula a liberação de suor dos banhistas, e o resultado disso pode ser o acúmulo de oleosidade nas bordas. Para evitar o problema, é preciso aumentar a frequência da utilização do limpa bordas para que as impurezas fiquem cada vez mais difíceis de serem acumuladas.

Tomar uma ducha antes do mergulho também é uma boa maneira de manter sua piscina limpa. Mesmo que a água aquecida reduza as chances de um choque térmico, o suor, produtos de beleza e impurezas do corpo ainda precisam ser removidos.

Gostou do texto? Aproveite para saber mais sobre as vantagens da bomba de calor para aquecimento de piscinas e manter sua piscina sempre agradável!

Posts Relacionados

0 Comentários