reservatório térmico

Saiba como o reservatório térmico mantém a limpeza da água

O sistema de aquecimento solar é formado pelos coletores solares, que captam a energia térmica, e pelo reservatório térmico, também chamado de boiler, que serve para armazenamento da água. Sem o reservatório, perde-se grande parte da funcionalidade do sistema, já que a água aquecida nas aletas terá que ser utilizada imediatamente para que os usuários possam aproveitar a temperatura.

Vale a pena analisar um ponto importante sobre o boiler: a manutenção da água limpa dentro do reservatório. É a partir daí que a água será distribuída para todos os pontos de consumo do imóvel. É importante que ela esteja sempre adequada para o uso seguro. Entenda mais sobre o assunto a seguir!

O conceito e o uso do reservatório térmico

O reservatório térmico é um tanque confeccionado em aço inoxidável com dimensões variadas. Quando se planeja instalar um sistema de aquecimento solar, é fundamental o planejamento prévio para definir a quantidade necessária de coletores solares e as dimensões do boiler que vai armazenar água suficiente para atender à demanda dos usuários.

Para garantir a temperatura da água por um período mais longo, o reservatório conta com revestimento interno em poliuretano expandido, permitindo um isolamento progressivo. O isolamento térmico de alta eficiência é que garante a conservação da água aquecida. 

Mesmo em dias chuvosos, o reservatório garante água quente porque conta com sistema auxiliar, que funciona à eletricidade. E não tem porque se preocupar, pois se trata de um sistema econômico, que consome pouca energia. Além disso, ele apresenta termostato, dispositivo que serve para regular a temperatura da água.

A oxidação do reservatório

É preciso fazer a manutenção do reservatório térmico a fim de assegurar seu bom funcionamento e a água aquecida por mais tempo possível. Alguns dos problemas mais característicos são a corrosão, possíveis vazamentos e o desgaste. 

Isso significa que comprar um boiler produzido em material durável, como aço inox, que é uma combinação metálica dura e que resiste a fatores adversos, como a corrosão causada pela oxigenação do material.

Por isso, ele recebe o nome de “aço inoxidável”, pois não se oxida. A oxigenação é um fenômeno físico comum à maioria dos metais. Em contato constante com o ar, perde elétrons para ele. O resultado da ação do oxigênio sobre o metal é a ferrugem, ou oxidação.

A ferrugem pode diminuir a qualidade da água e até ocasionar algum problema de saúde. Além disso, enferrujado, o reservatório fica mais vulnerável à penetração de sujeiras e aos vazamentos. 

Consequentemente, podem se desenvolver bactérias e outros agentes nocivos dentro da água que será usada no banho, na lavagem de roupas e pratos e até nos alimentos. Por isso, é tão importante que se evite o processo de oxidação no tanque.

O Aço Inox 304 e o Aço Inox 316

O boiler pode manter a água limpa por mais tempo se for confeccionado em material inoxidável, como já explicamos. O aço inox é o material mais recomendado para garantir maior durabilidade e resistência ao produto. 

Entre os tipos de aço inox que podem ser usados para fabricação de boiler estão: AISI 304 (também chamado de Aço 304) e AISI 316 (também chamado de Aço 316).

O Aço 304 é o mais popular, utilizado utensílios de cozinha, na indústria farmacêutica, nos hospitais, nas indústrias químicas e petroquímicas. O Aço 316 se aplica aos mesmos usos do 304 e oferece qualidade superior porque tem um percentual de outro metal em sua composição, o molibdênio.

Quanto menor o percentual de carbono, mais resistente à corrosão será o reservatório térmico. O Aço Inox 304 e o Aço Inox 316 exibem somente 0,08% de carbono em sua composição. É importante que o material tenha certificação comprovando sua qualidade.

O metal de sacrifício do aço inox

O metal de sacrifício, ou ânodo de sacrifício, é qualquer metal usado em estruturas passíveis de oxidação com a finalidade de ser oxidado no lugar delas. 

É um metal com menor poder de redução que o aço, formando uma camada passiva que protege o ferro do aço da ação do oxigênio, ou seja, é o metal de sacrifício que reage com o oxigênio e se oxida. Um dos metais mais usados com essa finalidade é o cromo, mas podem ser utilizados outros, como o zinco e o magnésio.

A limpeza do reservatório térmico

De qualquer modo, é preciso efetuar a manutenção do reservatório, pelo menos, a cada ano, certificando-se de que todos os seus componentes estão íntegros. Uma das consequências da falta de manutenção é o acúmulo de sujeira dentro do boiler.  

Diferente de uma caixa d’água, o boiler é completamente lacrado. Desse modo, não é possível abrir para limpá-lo. Também não é possível usar nenhum produto químico (o que se torna desnecessário porque, em geral, ela não é usada para ingestão e, se for, será submetida antes a algum processo, como filtração ou fervura).

Para limpar o reservatório térmico, é necessário drenar a água. Mas é preciso tomar alguns cuidados, o que significa que o ideal é que somente profissionais capacitados realizem essa limpeza. 

É importante que o boiler disponha de uma válvula quebra-vácuo instalada. Ela permite que o ar entre na medida em que a água sai, evitando assim a implosão do reservatório, ou seja, seu enrugamento. Sem essa válvula, é preciso liberar a união de saída do boiler, permitindo a entrada de ar. A resistência elétrica deve ser desligada antes para não queimar durante a drenagem.  

Para remover a sujeira acumulado no fundo, é necessário decantá-la. Esvazia-se todo o depósito e, em seguida, enche-se um pouco com água a alta pressão de modo a agitar a sujeira. Depois, novamente o boiler é esvaziado. 

O processo é repetido diversas vezes até que a água que sai do reservatório esteja realmente limpa. 

É muito importante contar com uma água limpa em seu reservatório térmico. O reservatório em aço inox já possui, ele mesmo, algumas características que contribuem para isso. Mas a manutenção preventiva do produto deve ser efetivada, no mínimo, a cada ano — depende do uso da água armazenada. Entre as atividades de manutenção preventiva, destaca-se a limpeza do boiler pela drenagem da água.

Agora que sabe mais sobre o funcionamento e a limpeza de um boiler, que tal nos conhecer melhor nas redes sociais? Aumente seu networking e seus conhecimentos: siga a gente no Instagram e no Facebook!

Posts Relacionados

0 Comentários