Confira a praticidade do reservatório térmico

HOME / Blog
Aquecimento solar
Publicado em 16 de junho de 2020

Confira a praticidade do reservatório térmico

Um sistema de aquecimento solar se compõe basicamente de coletores solares e reservatório térmico para armazenar a água aquecida e servir como fonte de distribuição para os diferentes pontos do imóvel, como torneiras da cozinha e banheiro, chuveiro e assim por diante.

Outro nome dado ao reservatório é boiler. Geralmente, ele é confeccionado em alumínio e aço inox, e conta com poliuretano para conservação da temperatura. Neste artigo, vamos falar mais sobre esse equipamento tão valioso para um sistema de aquecimento mais sustentável.

É fácil entender o funcionamento de um reservatório térmico

O reservatório que armazena água proveniente de um sistema de aquecimento solar está conectado aos coletores ou placas solares. No coletor solar, ocorre a transmissão do calor por meio de três formas:

  • A condução;
  • A convecção:
  • A radiação.

A energia solar, por meio de radiação, incide sobre o telhado e é absorvida pelos coletores. Eles transmitem o calor para a água que está circulando dentro da tubulação de cobre.

Uma pequena parcela da energia se reflete para o ar que está circunda a chapa. Os coletores revelam sua eficiência por meio das proporções das formas de energia comparadas à quantidade total de energia que incidiu sobre o sistema.

No reservatório térmico, a água quente fica em armazenamento por um longo tempo, pois existe o isolamento térmico. O recipiente fica cheio continuamente, sendo alimentado pela caixa d’água fria.

Nos sistemas tradicionais, a água transita entre as placas solares e o boiler por meio da circulação natural, ou sistema termossifão. Nesse sistema de termossifão, a água circula por meio da convecção natural: a água sofre aquecimento e fica mais densa, depois sobre para o recipiente, passando por resfriamento após alguma tempo e descendo mais uma vez para os coletores.

Trata-se de um processo ininterrupto, considerando que exista insolação suficiente e que a temperatura nas placas solares supere a temperatura do boiler.

O reservatório térmico conserva a temperatura mesmo em dias frios

Uma das vantagens em ter o reservatório térmico é porque ele pode conservar a água por um longo período, deixando o usuário mais independente do sistema coletor.

Por exemplo, em dias nublados ou chuvosos, a captação da radiação é mais difícil, já que a insolação é menos intensa. Com o boiler, as pessoas que usam o imóvel poderão aproveitar a água armazenada.

No inverno, ele se torna mais especialmente importante porque, durante essa estação, a insolação não é tão intensa quanto no verão ou na primavera. Assim, toda água aquecida que for armazenada no reservatório representa um grande diferencial para quem faz uso constante dela.

O reservatório térmico dispõe de apoio elétrico para efetivar a manutenção da temperatura da água. A voltagem adequada permite que a água se conserve aquecida nas temporadas frias, com chuvas prolongadas e temperaturas mais baixas.

Sem o boiler, os usuários só poderiam aproveitar a água aquecida pelos coletores solares no momento de seu aquecimento. Isso tornaria inviável o uso frequente da água. Em estações mais frias, a temperatura logo baixaria e não se prestaria à utilização. Enfim, o custo-benefício do sistema não seria tão positivo!

A instalação do reservatório térmico é relativamente simples

Os coletores devem ser instalados, de preferência, no telhado do imóvel. Os locais altos ajudam a obter uma melhor captação do calor do sol. O reservatório térmico deve ser instalado a alguma distância dos coletores solares e em um ponto mais alto.

Deve ficar o mais próximo possível dos pontos de consumo, como banheiro e cozinha. Claro que são exigidos alguns requisitos para sua instalação, como a não-alimentação a partir de uma mesma tubulação que alimenta válvulas de descarga.

Ele deve ser ligado diretamente à tubulação que recebe água da rede pública de abastecimento. Há normas e cuidados que devem ser tomados para a instalação do equipamento.

Porém, para o profissional que executa trabalhos na rede hidráulica, a instalação do reservatório de água é bem mais simples e prática quando comparada a outros tipos de instalação ou a outros equipamentos.

Isso também é bom para o consumidor, já que não se gasta muito tempo nessa operação. Tudo que pode ser feito em menos tempo representa economia de dinheiro e praticidade.

O boiler também proporciona boa economia de energia elétrica

No reservatório térmico, a água também pode circular por meio de motobombas, ou seja, através de um sistema de circulação forçada. O bombeamento da água pode ser aplicado em piscinas ou em sistemas que trabalham com um volume maior de água.

A bomba trabalha forçando a água entre os coletores e o boiler. O comando para essa operação parte de uma unidade de controle que reage, em sistemas menos complexos, às diferenças da temperatura entre a água que sai das placas solares e o ponto mais baixo do reservatório térmico.

Em um imóvel, instalado em conjunto com a bomba, um boiler pode consumir um total aproximado de 9 kWh ao mês. Isso representa uma significativa economia de energia elétrica. Isso faz com que o reservatório seja um meio econômico e sustentável para aquecer água, principalmente em imóveis residenciais.

O uso em piscinas é outra excelente opção para aproveitar os reservatórios

Como já mencionamos acima, o reservatório que armazena água aquecida também pode ser instalado em piscinas. Isso contribui para que seja um elemento que confere ainda mais praticidade na rotina das pessoas. Afinal de contas, são muitas casas que, hoje em dia, exibem piscina em sua área de lazer.

Assim, você poderá ter água aquecida tanto para o banho convencional como para os banhos de piscina, que podem ser apenas para se divertir e relaxar quanto para praticar natação ou fazer alguma terapia.

Usar o boiler para aquecer a água da piscina ainda é mais prático que usá-lo para aquecer o imóvel. Isso porque a própria piscina se transforma em reservatório térmico.

O que acontece é que um reservatório é alimentado pelo outro, com água fria, originada do sistema de abastecimento, conservando-o cheio sempre. A água fria é direcionada para o boiler, o qual conduz essa água para os coletores, retornando depois, com a água já aquecida, para o reservatório.

É possível adaptar os reservatórios térmicos a outros sistemas de aquecimento

O reservatório pode ser adaptado a qualquer outro sistema de aquecimento de água. Como exemplo, podemos citar o sistema a gás. Para se certificar de que a temperatura é a mais adequada para o consumo dos usuários, sugere-se a instalação de termômetro digital.

Com o termômetro, o usuário monitora a temperatura do interior do imóvel. O reservatório térmico é uma forma econômica para realizar o aquecimento da água. É de fácil instalação e oferece uma ótima relação entre custos e benefícios.

Com as novas tecnologias desenvolvidas, o boiler e os coletores diminuem ao máximo os impactos negativos ao meio ambiente, além de gerar economia nas contas de luz. Esse sistema é, portanto, um exemplo prático da sustentabilidade requerida pelos modernos conceitos de consumo.

Se você gostou deste post, se achou o conteúdo relevante, poderá se atualizar constantemente sobre temas paralelos ao assinar a nossa newsletter. O que está esperando?

Posts Relacionados

reservatório térmico

Saiba como o reservatório térmico mantém a limpeza da água

O sistema de aquecimento solar é formado pelos coletores solares, que captam a energia térmica, e pelo reservatório térmico, também chamado de boiler, que serve para armazenamento da água. Sem o reservatório, perde-se grande parte da funcionalidade do sistema, já que a água aquecida nas aletas terá que ser utilizada imediatamente para que os usuários […]