manutenção de aquecedor solar

Manutenção de aquecedor solar: quando fazer?

Atualmente, o aquecedor solar é um sistema muito adotado pelos consumidores devido à economia que proporciona. 

Os custos com energia elétrica tendem a ser muito altos e as pessoas procuram gastar menos, mesmo que tenham que fazer um investimento inicial mais alto, mas que compense, ou seja, o custo-benefício vale a pena. 

Vale lembrar que o imóvel também fica mais valorizado quando conta com um sistema sustentável. 

Mas, naturalmente, todo equipamento precisa de manutenção, ainda que seja mínima e barata. Com os cuidados adequados, a vida útil do sistema de aquecimento vai aumentar, promovendo ainda mais economia ao longo do tempo. 

Estima-se que os aquecedores solares têm uma vida útil de cerca de 25 anos, mas esse prazo pode ser maior. 

Um sistema de aquecimento solar é composto basicamente por coletores, ou placas, solares e pelo boiler, ou reservatório térmico. 

Os coletores servem para aquecer a água que circula em suas aletas, sendo direcionada para o recipiente de metal, onde fica armazenada e é distribuída para os diferentes pontos de consumo da construção. 

Neste texto, vamos falar quando e como fazer a manutenção de aquecedor solar. Continue lendo e tire suas dúvidas!

A manutenção de aquecedor solar

A manutenção do aquecedor solar deve ocorrer, ao menos, uma vez por ano. Os procedimentos envolvem a lavagem e a limpeza dos coletores solares, o esgotamento da água do reservatório e a avaliação do termostato e da resistência. 

Se, durante a manutenção preventiva, se constatar que há algum problema a ser reparado, a manutenção corretiva deve ser feita imediatamente. 

A manutenção corretiva geralmente consiste na avaliação e nos consertos na tubulação, bem como a troca de vidro das placas solares. 

Como dissemos, a manutenção de aquecedor solar de natureza preventiva deve ser realizada, pelo menos, uma vez a cada ano. Entretanto, conforme os dispositivos que serão analisados, esse prazo pode variar. Veja a seguir, mais detalhes sobre esse ponto.

As etapas da manutenção de aquecedor solar

Vamos agora montar uma pequena checklist para você ficar sabendo, em detalhes, como realizar a manutenção de seu sistema de aquecimentos solar. Todas as etapas a seguir não devem ultrapassar o máximo de 50 minutos, excetuando-se os casos em que se encontram peças ou vidros quebrados.

A limpeza das placas coletoras 

A cada seis meses, vale a pena analisar as placas coletoras e certificar-se de que não precisam de limpeza. 

Toda sujeira acumulada nos coletores deve ser removida, garantindo assim que eles tenham potencial para receber o máximo de energia solar em seu interior, ou seja, nos tubos. 

A limpeza do aquecedor solar em geral

Também considere a possibilidade de fazer uma limpeza no sistema como um todo. 

É preciso analisa-lo com cuidado e verificar se há necessidade de realizar algum conserto devido a algum dano ou vazamento, ou ainda qualquer problema, qualquer sinal de que as coisas não estão em seu devido lugar. 

Você pode encontrar, por exemplo, um vidro quebrado e, com certeza, o momento ideal para reparar é esse. Quanto antes identificar problemas e corrigi-los, será melhor.

Os vazamentos são causados, quase sempre, pelo manuseio inadequado ou erros no momento da instalação. Por isso, devem ser contratados profissionais especializados para esses serviços. 

A verificação do termostato

A manutenção de aquecedor solar também envolve a verificação do termostato. São esses dispositivos que regulam a temperatura da água no interior do reservatório. 

O termostato aciona de forma automática o resistor que está dentro do reservatório ou, no caso de um sistema para piscinas, ele aciona a motobomba. 

Se tudo estiver bem com o termostato, siga adiante. Caso contrário, é preciso solucionar o problema. 

Por exemplo, o dispositivo pode estar ativando o sistema auxiliar para aquecimento sem necessidade disso, o que vai acarretar no aumento de consumo de energia. 

Ainda que se trate de um sistema autônomo, o consumidor precisa ficar atento ao mau funcionamento do termostato para não ter prejuízos. 

Os problemas em termostato demoram a aparecer. Na maioria das vezes, eles são encontrados nos sistemas que já estão há mais de 10 anos em uso. Isso significa que, mesmo com uso constante, o termostato é um item resistente, que não costuma gerar problemas. 

A drenagem da água do reservatório térmico

Essa é geralmente a etapa final da manutenção de aquecedor solar. A drenagem da água acumulada no reservatório térmico garante que os usuários terão água limpa para seu consumo. 

Claro que, quanto menos se usa a água aquecida, menor será o prazo para efetuar a drenagem, já que muita água estagnada, ociosa, sem utilização, ficará guardada, comprometendo sua qualidade. 

Se estivermos falando de um edifício, um condomínio, por exemplo, não convém despejar toda a água do boiler apenas para limpar a parte interna do reservatório. 

Porém, se estivermos tratando de um imóvel residencial, o usuário poderá armazenar a água em outro recipiente para utilizar em outras ações: regar as plantas do jardim, lavar as roupas, o carro, o chão, encher a piscina e assim por diante. 

Até a água da rede pública, que é submetida a tratamento pela empresa distribuidora, carrega impurezas que, ao longo do tempo, se acumulam no reservatório, já que é nesse local que a água permanece mais empo inativa, estagnada. 

É um fato comum, que se repete em saunas e demais ambientes que dispõem de reservatórios acumuladores de água quente. 

As consequências da falta de manutenção no tempo certo

Se você não realiza a manutenção de aquecedor solar no tempo certo, isso pode gerar problemas. No reservatório, podemos citar danos como desgaste avançado, corrosão, vazamentos, problemas nos sistemas de segurança, como as válvulas de segurança e válvulas quebra-vácuo. 

Sujeira acumulada dentro do reservatório tende a provocar corrosões no equipamento, reduzindo sua vida útil e comprometendo a qualidade da água usada em banhos, no preparo de comida, na lavagem dos pratos, panelas, talheres e muitas outras coisas. 

Nos coletores, a limpeza adequada nos vidros promove um alto índice de desempenho e de rendimento na captação dos raios do sol.

A manutenção de aquecedor solar deve, portanto, ser efetuada preventivamente a cada seis meses. Ainda que, em determinadas situações e localidades, a manutenção anual também é válida. 

Mas se lembre: se antes ou depois de seis meses, você perceber alguma irregularidade, como temperatura quente demais ou abaixo do programado, vale a pena fazer uma revisão no sistema. principalmente nos coletores e termostato.

Agora você já entende melhor quando e como efetivar a manutenção de seu sistema de aquecimento solar. 

A manutenção não implica em muitos gastos, nem trabalho. Isso significa que não compromete o custo-benefício do investimento. Mas, para não deixar dúvidas, confira o custo-benefício de ter um aquecedor solar!

Posts Relacionados

0 Comentários